quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

DAS GAVETAS

Salvador Dali
Somos gavetas abarrotadas
De lembranças e saudades
Fotografias e sutiãs
Em desordem cronológica
Que tentamos descobrir

Remexemos na desordem
Organizando nossas vidas
Em desalinho com o tempo
Procuramos agulhas e botões
Encontramos poeira e anões

Abrimos todas de uma vez
E uma a uma o caos se instala
Uns mais, outros menos
Soterram-se em gavetas
Duendes e pinguins saltam de lá

Gavetas e armários não combinam
São repartições e desajeitos
Arrumados e armados por nós
Cada um escolhe o jeito
Arrumamos conforme os nós

Segredo é alinhar o norte
Pra saber pra onde segue o rumo
Por cor ou descendência
Encaixar as gavetas no armário
Abrir cada uma delas e matar o dragão
.

12 Comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Obrigada pela sua visita, espero poder contar sempre com ela.

beijooo.

Fabiane disse...

Meu amor!!!
esse poema parece uma descrição de como estou me sentindo!!!
Saudades de vc minha leitora de almas...

Paulo Braccini disse...

Ops ... agradecendo e retribuindo o carinho da visita ... parabéns pelo destaque GB ... adoro qdo estas preciosidades aparecem assim do nada ... uma viagem e tanto seu espaço aqui ... a quase uma hora me deliciando com suas emoções e seus sentimentos ... voltando sempre

bjux Lídia

;-)

Paulo Braccini disse...

Ops ... esqueci ... seguindo e linkando ...

amei esta ilustração de Dali ...

;-)

Rayanne Chagas disse...

Olá!

Agradeço a visita e espero tê-la sempre!
Há pouco tenho acompanhado teus pensamentos por aqui e confesso tenho adorado!

Parabéns pelo prêmio!

Lídia disse...

Obrigada a todos vcs que me leram...por favor continuem, é uma honra tê-los em minha alma..
bjus profundamente carinhosos.

Lêlê Mafalda disse...

Ah esses dragões são tão intrometidos... Ficam entrando em gavetas que não são chamados...

Pelos caminhos da vida. disse...

BOM DIA!

É a palavra mágica que faltava nessa manhã, e vem expressar à você, o maravilhoso amanhecer que lhe desejo repleto de amor e paz.

beijooo.

Lídia disse...

É vero Lêlê, os dragões invadem nossas gavetas sem pedir licença. Fortes e sensíveis que somos, saberemos domá-los...
bjussss a todos

Lidia Ferreira disse...

Eu vim aqui hoje agradecer,
Pois ontem eu fiz 5.000 visitas em nove meses e cause 1000 comentários
Vim agradecer seu carinho e paciência, vim agradecer seus comentários
Agradecer sua ajuda, agradecer suas dicas, vim agradecer seus selos e mimos, e obrigada por me deixar fazer parte do seu mundo.
Algumas pessoas podem pensar que a palavra “Amiga (o)” não deveria ser usada nos blogs já que não nos conhecemos pessoalmente, então parei e pensei o que significa essa palavra?
“Amigo” e aquela pessoa que você conversa ,que você se preocupa e ela com você, na qual você tem um carinho especial, e que você conta com ela, e ela sabe que pode contar com você, amiga te faz rir e chora com você, amigo torce e te ajuda nas lutas, e fica feliz em saber que você esta conseguindo realizar seus sonhos.
Então, e isso que sinto por você.
Você realmente e um amigo querido
Sinceramente aceitei o meu agradecimento
Obrigada por tudo
Lidia
Ps- venha pegar seu selo e ver minha homenagem a voce

Beatriz Araujo disse...

Por mais que se arrume as gavetas, sempre há lá no fundo, algo que que não consegue arrumar. Esse "algo" sempre estará lá! Porque é assim que nos sentimos seguros, com parte do que somos bem guardado. Lindo! Parabéns!

BEIJAFLOR disse...

Tudo aquilo que nos apaixona também nos guia e protege.

Apaixonadamente obcecados por algo que amamos ,

o nosso caminho é suavizado por uma avalancha de magia que

nivela degraus , pondera , discorda , que nos leva consigo

por sobre os abismos , os medos , as duvidas até ao amor ...

Beija-Flor

Beijinhos