terça-feira, 12 de janeiro de 2010

PROCURA-SE

Um amor de verdade
Tipo... pra sempre, entende?
Assim, vinho boa safra
Que é pra envelhecer junto
Tal qual alma gêmea

Coisa de bater olho no olho
Saber que é pra sempre, mais que
Fotografia amarelada na estante
Lembranças do começo
Como se fosse o presente

Encaixe dos corpos
Do gozo ao dormir
Entre palavras que às vezes
Nem precisam ser ditas
Basta o sentir das almas

O tranquilo do encontro
Sabedor da existência
Colo quando colo
Recomeço todo dia
Como se fosse o único

Tá em algum lugar, eu sinto
O universo é cúmplice disso
Procuro você em sonhos
E deles alimento a idéia
De que to quase na tua esquina
E juro que vou te beijar!

5 Comentários:

Fe Salud Vida disse...

olá, que legal que é minha mais nova acompanhante, estou agora em seu blog, olha não sou joranalista, e fico feliz que tenha gostado do que escrevo, estive por aí, cheguei em natal há uma semana, passei 8 dias nas serras e foi muito bom.

Obg pela visita, vamos manter contato?

Lidia Ferreira disse...

todas nos queremos e merecemos
Bjs

Mônica disse...

Eu encontrei amiga, sabes bem disto e posso te garantir que é MUITOOO BOMMMMMM... Bjos

Anônimo disse...

Olá, Lídia! Venho agradecer por acompanhar meu blog. Seja sempre bem vinda! Bjos na alma!

Beatriz Araujo disse...

Às vezes está mais perto do que a gente imagina...outras, até imaginamos, mas temos medo. Se não temos, não podemos perder. O poema é muito bonito e e toca a gente como um sonho bom...daqueles que a gente não quer mais acordar.
Parabéns!
Super beijo.